sexta-feira, setembro 23, 2005

:(

Estou chocadíssima :-( Ontem à noite fui com o R. ao teatro. Fomos ver a peça Animais Domésticos no Teatro D. Maria II. A peça foi dedicada a uma colaborador do teatro, um técnico de iluminação, que faleceu no passado dia 16. Tinha 30 anos. O que me chocou foi a forma como ele morreu: foi esfaqueado até à morte, à tarde, na Praça de Espanha, perto da praça de táxis. Como é que estas coisas acontecem em pleno dia? Acho inconcebível, até porque é uma zona que é bastante frequentada durante todo o dia, por causa daquele mercadinho. Tudo bem, não é muito bem frequentada mas também não acho que sejam todos assassinos.
Estou triste e preocupada com o rumo que esta cidade leva :'(

6 comments:

Blogger fantasma said...

Bolas.... :(

12:17  
Blogger Virgulina said...

Que horror! Só de pensar o que pode acontecer quando vamos sossegadinhas na nossa vida! :o(

15:05  
Blogger PMarques said...

Olá Flor...
Infelizmente posso acrescentar mais ao que escreveste (e nem posso escrever tudo). Esse técnico chamava-se Miguel, mais conhecido por todos por Zen, era uma pessoa extremamente pacata e ia a caminho de uma peça de Teatro onde iria operar nessa noite, no Casino Estoril. Sei-o porque como sabes eu trabalho na área dos espectáculos. Foi uma amiga minha, que produz essa peça de teatro, onde ele operava a luz, que me acabou de contar...nessa noite não houve espectáculo, "the show must go on" não se cumpriu porque por vezes as pessoas são mesmo indispensáveis. Ela esperou, ligou-lhe, desesperou, por ele, sem saber o que lhe estava a acontecer... A pessoa que o esfaqueou, nesse mesmo dia repetiu-o dias vezes...Nesse dia as luzes não se abriram porque mais uma vida se apagou, de forma tão horrenda e estúpida! Bjs miga. Estou de volta!

13:51  
Blogger patxocas said...

Achei que ias gostar de saber:

"A equipa de inspectores da Brigada de Homicídios da Polícia Judiciária
(PJ) já terá identificado o homem que esfaqueou três pessoas em Lisboa nas últimas três semanas de Setembro, tendo uma delas morrido
a caminho do Hospital Curry Cabral.
Um homem, vestido com roupas de árabe, que terá sido ontem identificado pelas autoridades, anda a lançar o pânico nos transeuntes da zona do Bairro Azul, Praça de Espanha e Avenidas
Novas, nas imediações do El Corte Inglés. Desde o início deste mês, três pessoas foram vítimas das facadas do alegado muçulmano. Ao final da tarde da passada sexta-
feira, dia 16, o assassino
esfaqueou o jovem Miguel Pereira, um designer de luz que trabalhava no Teatro Aberto. O homicídio ocorreu em plena luz do dia junto
à praça de táxis, nas imediações do mercado da Praça de Espanha.
Ao contrário de muitas mensagens electrónicas que têm circulado dando conta de 7, 11 ou 12 vítimas, fonte autorizada da PJ assegura que os crimes registados associados a este homicida são
apenas três. Na lista do esfaqueador constam golpes abdominais numa mulher de 29 anos e
num homem de 45 anos natural do Bangladesh. Ambos foram sujeitos a intervenções cirúrgicas, estão fora
de perigo e já receberam alta hospitalar."


JOÃO BÉNARD GARCIA

10:11  
Anonymous Anónimo said...

Só ontem ouvi falar disso e tendo em conta que é na zona onde moro, onde apanho o autocarro diariamente e onde vou ao ginásio, fiquei um pouco apreensiva :( M.

13:04  
Blogger PA said...

De fonte segura (tenho um amigo investigador da PJ) sei que esse agressor era paquistanês e já foi apanhado este fim de semana.

20:59  

Enviar um comentário

<< Home