quarta-feira, março 22, 2006

Depois de uns tempos de ausência, achei por bem deixar aqui uma palavrinha de agradecimento a todos os que me têm apoiado nas últimas semanas. Muitos beijinhos a todos. Vocês são fantásticos e têm tornado a minha dor um bocadinho mais suportável.
Para quem não sabe, há duas semana e três dias atrás faleceu a minha avó materna, que era a minha segunda mãe. Foi ela que me ajudou a criar e de quem levei umas boas palmadas no rabo quando voltei do Porto. Sim, porque a linguagem tripeira não é adequada a meninas de 10 anos :-) Esta perda foi inesperada, apesar de a minha avó estar no hospital. Os médico já lhe iam dar alta e tanto a minha mãe como a minha madrinha tinham tudo preparado para o seu regresso a casa. :'( São coisas da vida, mas nem por isso mais fáceis :'(
Para piorar ainda mais as coisas, faleceu este domingo o meu tio mais velho. Como vêm, o ano de 2006 não está a ser nada meigo com a minha família e vai ficar para sempre marcado nos nossos corações como um ano amargo.



Para ti avó, que há tão pouco te foste e já tantas saudades tenho tuas :'(


13 comments:

Blogger fantasma said...

:o(
Ó miga, não há realmente muitas palavras que possam ajudar. Sabes que estou aqui se for preciso alguma coisa, e que gosto muito de ti.
{{{{{{Flor}}}}}}

12:27  
Blogger Bluejustin said...

Lamento muito Flor.Nestas coisas o tempo é o maior aliado, só ele consegue levar a dor e trazer a saudade dos óptimos momentos que essas pessoas nos proporcionaram.Muita força.

Abraço apertadinho.

12:59  
Blogger syrin said...

Espero que o resto de 2006 seja mais generoso para com a tua família.
[[[[[flor]]]]]

14:17  
Blogger papalagui said...

Querida Flor, eu percebi que algo se passava mas não quis ser intrometida, embora tivesse pensado muito em ti. Infelizmente a vida prega-nos partidas horríveis que apenas o tempo ajuda a amenizar. Guarda contigo os momentos bons e pensa na felicidade que é termos tido pessoas que nos tornaram a vida mais bela e nos ajudaram a ser o que somos. Eu sei que a saudade é o mais difícil, que por vezes não queremos saber do legado de amor que eles nos deixaram e que apenas pensamos como é possível não nos acompanharem já de corpo presente, mas nada é mais certo na vida do que o seu fim infelizmente. Eles estarão sempre vivos no nosso coração e se vida houver do outro lado a olhar por nós. Um beijo e um abraço muito grande.

14:46  
Blogger Teresa said...

Tenho muita pena querida, um abraço. é daquelas coisas, não podemos pagar adiantado o preço de amarmos pessoas, pagamos depois com a falta que elas nos fazem.

18:01  
Blogger Virgulina said...

Não há palavras que te possam ajudar neste momento, sabes que estamos cá para te ajudar no que for preciso. Deixo só um abraço muito apertado, do tamanho do mundo! {{{{{Flor}}}}}

20:51  
Blogger Patrícia said...

Um abraco muito muito apertado, para ti. Para ajudar a amenizar essa dor que te aperta o peito.
Beijocas muito grandes Flor!

02:34  
Blogger Sofia Cavaco said...

estou a ver q este ano n tem sido nada fácil! mas ha q ter força para seguir em frente.... as saudades são, com toda a certeza, mts mas o tempo ajuda a amenizar.

{{{{{flor}}}}}

12:00  
Blogger pikenatonta said...

Tenho andado desaparecida, mas não podia deixar de deixar aqui uma beijoca grande e muita força também... Mas palavras para quê? Não há palavras que consolem o nosso coração nestas alturas...
*******************************

02:26  
Blogger Di said...

Não fazia ideia do que tinha acontecido. Aqui fica um beijo enorme cheio de energia positiva para o resto de 2006! Muita força e espero que o resto do ano seja bem mais positivo.
beijos

14:18  
Blogger PMarques said...

Flor, não fazia ideia, e também ando alheado dos blogues há umas semanas e nem temos falado. Olha, só quero acrescentar ao que os teus bons amigos aqui escreveram, que com certeza a tua avó sentiu muitas alegrias ao te ver crescer, sentir a pessoa espectacular - que desde as palmadas no rabo - te tornaste! Benditas as nossa avós. Também já não tenho as mãos rudes e sabedoras que pegavam nas minhas...Gostava muito de as sentir. De igual forma sinto também pelo falecimento do teu tio. É muito duro. Vamos esperar que 2006 não continue da mesma forma, e que te preserve as boas memórias! Um beijinho grande deste teu (largo) amigo. Paulo

21:20  
Anonymous Gyd said...

I'm very sorry to read about your losses.

A big hug,
#S

20:05  
Blogger anita katita said...

Beijo... fica a dor mas no coração vai estar sempre aquele cantinho precioso de memórias e recordações!

14:42  

Enviar um comentário

<< Home