terça-feira, maio 29, 2007

=D



«Na margem sul só conhecemos este camelo». A frase, espelhada num enorme cartaz (de oito por três metros) é acompanhada pela fotografia de um camelo cor-de-rosa que caminha pelo deserto em direcção ao Ministério das Obras Públicas. Esta é uma forma «irreverente» de dar conta da «indignação e revolta» da população em relação às declarações do ministro das Obras Públicas, que quando falava do novo aeroporto, classificou a margem sul como «um deserto», explicou ao PortugalDiário Nuno Matias, presidente da JSD de Setúbal, entidade promotora da iniciativa.
Ao todo foram seis os outdoors espalhados esta segunda-feira pela Península de Setúbal. A JSD esteve presente na colocação de um deles e levou mesmo um camelo, a sério, emprestado por um circo.
O presidente da JSD de Setúbal garante que só tem recebido «reacções positivas». «Durante as três horas que estivemos no local, dezenas de condutores buzinavam, outros saíam para nos dar força e incentivar, e muitos quiseram tirar fotografias com o cartaz», afirmou o responsável.
Para Nuno Matias, «as pessoas compreendem que não queremos ofender, nem chamar camelo a ninguém. Só queremos mostrar que a margem sul não é um deserto e que aqui não há camelos». «As afirmações do sr. Ministro são um escândalo, só queremos defender a nossa população».
Recorde-se que durante um debate promovido pela Ordem dos Economistas, Mário Lino afirmou que «fazer um aeroporto na margem sul seria um projecto megalómano e faraónico, porque, além das questões ambientais, não há gente, não há hospitais, não há escolas, não há hotéis, não há comércio, pelo que seria preciso levar para lá milhões de pessoas».

Foto daqui

Etiquetas:

3 comments:

Anonymous syrin said...

LOL.
Piada tem eu agora perceber estas piadas. :P Sim, que no ano passado isto passava-me tudo ao lado...

13:59  
Blogger fantasma said...

;oP
Agora já és alfacinha, syrin. Do sul, portanto! ;)

14:26  
Blogger Di said...

Lindo o cartaz! :)

21:57  

Enviar um comentário

<< Home